Solidão na Infância
Por Thaís M.F.Reis

A solidão é uma condição inerente ao homem, faz parte da vida. Todo ser humano é só no mundo. O filósofo alemão Martin Heidegger afirma em sua obra 'Ser e Tempo' que estar só é a condição original de todo ser humano.

Para muitas pessoas, a solidão é tida como algo negativo e muitos buscam uma solução para evitá-la. Os adultos são adeptos a encontrar formas alternativas para acabar com a solidão. Muitos preferem não estar consigo, não se conhecer e se encarar, e correm o risco de se perder de si mesmo.

E como é a solidão para as crianças?

A criança solitária costuma passar horas sozinha, seja com seus carrinhos, bonecas, coleções, etc. "Sentir-se bem" quando está sozinho é saudável, pois é um sinal de auto-segurança. Importante observar se existe equilíbrio entre estar sozinho e com os amiguinhos. O equilíbrio é fundamental.

Muitas crianças que optam por passar horas de lazer sozinhas, receiam ser rejeitadas pelos demais, sentem-se especialmente só por não estar a vontade com a sua própria individualidade e por não se aceitar. Algumas chegam a desenvolver comportamento anti-social, pois dessa forma promovem um isolamento ainda maior.

Normalmente quando essas crianças são encaminhadas ao psicólogo, apresentam outros problemas além da solidão, como agressividade, hiperatividade, problemas na escola, etc.

É difícil para a criança saber lidar com a solidão existencial, e cada uma tem uma maneira própria de lidar com esse sentimento. Guardar os sentimentos dentro de si, resulta em mais solidão. Dessa forma, a psicoterapia é fundamental e possibilitará que a criança expresse seus sentimentos de solidão, tendo a possibilidade de experenciar a si própria. O psicólogo trabalhará a auto-estima e auto-identidade dessa criança, promovendo a auto-sustentação e auto-fortalecimento da mesma, de forma que aprendam a se relacionar de forma saudável com as outras crianças.

Bibliografia - Leituras Indicadas:

Descobrindo Crianças
Violet Oaklander

Solidão, a Ausência do Outro
Valdemar Angerami Camon

Ser e Tempo
Martin Heidegger

Voltar